Mar del Plata

Informações Gerais

Consulta Multiple CONSULTAR
Todos
Festa Nacional do Mar

História da Festa Nacional do Mar

No mes de fevereiro de 1910, na cidade que já começava a erguir-se como centro turístico por excelência, surgiu a ideia de escolher e coroar à Rainha Nacional do Mar. O 23 de fevereiro desse mesmo ano, se realiza a eleção no luxoso e aristocrático salão principal do Hotel Bristol onde participaram doze belas jóvens filhas de banheiros e pescadores como o determinava o regulamento.

O título consagrou como flamante soberana a uma esbelta maestra de 17 anos: Emilia Bonacci, a qual não era marplatense mas sem porteña, mas trabalhava em uma escola local e residía na casa da familia La Cava. Foram suas princesas Vicenta Carboni, Socorro García, Antonia Martínez, Basilia Martínez, Pilar Bordoni e Dolinda Carboni, e o jurado esteve integrado por Zelmira Paz de Gainza, Otilia Alcorta de Rodríguez e María Roca Demarchi. A festa de coroação teve lugar no teatro Odeón e a rainha pioneira junto a seu corte de princesas foi passeada  numa nave romana, alegórica carroça de dez metros de longo e profusamente iluminada. O cortejo percorreu distintas ruas da cidade e era flanqueado por marujos e meninos com antorchas.
Festa Nacional do Mar
Autor: comunidadalebrije

Anos mais tarde, se realiza uma nova eleção e é assím como em 1932 entre nove finalistas se consagra Rainha do Mar a Dora Lombardo de 19 anos de edade. Más o paréntesis destes oposições de beleza se abriu por vários anos. Os sucesos políticos nacionais e internacionais fizeram que deixaram de ocupar-se deste tipo de festejos, que por então eram considerados como sociais.

Em 1952 o Endereço da Perfeitutra de Turismo começou a auspiciar a eleção de "Miss Mar del Plata" para adquirir a partir  desse ano um ritmo sostenido que sirviu para dar um tinte tradicional a este acontecimento.
Festa Nacional do Mar
Autor: comunidadalebrije



Nese período inscriveram seus nomes: Marta Elsa Laffite (1952/53); Elsa Haydee Landaburu (1953/54) e Olga María Kesic (1954/55).

Uma vez mais os sucessos políticos ocorridos no país provocaram um novo paréntesis extenaté 1967 em forma oficial. A partir deste ano se reconhce o título de "Reina Provincial del Mar" descartando já o "Miss Mar del Plata" da década do '50. A oficialização do ato de eleção e coronação se realizou quase ininterrompidamente no teatro Auditorium, e as jóvens eleitas iniciaram o rito de pressidir os atos de inauguração da temporada.  Sucederam-se assim os nomes de María Cristina Serra; Marta López; Beatriz Callejón; Alicia Leoni e Mabel Carrique. Em mérito à trascendência adquirida, que excedía já o ámbito local, o governo nacional lhe otorga em 1972 este caráter à festa. A partir de então a "s" que organizara a Secretaría de Turismo -hoje Ente Municipal de Turismo (EMTUR - Mar del Plata)- cobra um marcado interésse no país, transformando -o dito festejo em um brilhante e tradicional espetáculo que começa a transmitir-se à  Capital Federal e a distintos pontos do país.

Com o passar dos anos e acorde à evolução da festa, o marco e a escenografía da mesma foram trocando; o Clube Náutico, o Teatro Auditorium, o hotel Provincial, o Estadio Cidade de Mar del Plata, a Plazoleta da Armada Argentina, a explanada do Balneário "Las Toscas" e o Estadio Polideportivo "Islas Malvinas".

Podemos lembrar  algumas das figuras que tem participado da Festa: Joaquín Cortés, Cristian Castro, Carlos Ponce, Ricardo Montaner, Diego Torres, Marcela Morelo, Westlife, Natalia Oreiro, Pimpinela e Elvis Crespo, entre outros.

A XXXVII Festa Nacional do Mar se levou  no marco de uma original comedia musical creada pelol reconhecido diretor Manuel Gonzalez Gil denominada “amardelplata”. O espetáculo, que recreou distintas etapas da história marplatense, contou com mais de trinta bailarines em escena, oitenta cantantes integrantes de coros, atores e a presencia de dois figuras protagónicas como Carlos García e Georgina Esposito.

Ao igual que em 1910, a nova soberana é elita entre doze jovens residentes na cidad de Mar del Plata, cujas idades oscilam entre os 16 e 24 anos, quens com sua beleza e inteligencia fazem desta festa um espetáculo cheio de ritmo e color; mas atualmente a tarefa da Reina Nacional del Mar resulta mais complexa e variada que a de 1910, já que durante su reinado cumple funções de promoção turística em diversos acontecimentos a nível nacional e internacional.
Festa Nacional do Mar
Autor: comunidadalebrije